Pele oleosa: dicas e cuidados

pele oleosa pode ser resultado de uma pré-disposição genética e hormonal, mas pode estar relacionada também a hábitos diários que reforçam as características deste tipo de cútis, como o aspecto de brilho excessivo e gorduroso.
A adoção de alguns cuidados básicos pode auxiliar no controle da oleosidade, assim como o abandono de outros também pode ajudar a manter a pele saudável e bonita.
Uma prática muito comum e prejudicial é a lavagem excessiva da pele, em especial na hora do banho, quando a temperatura da água costuma ser de morna a quente.
Ao lavar o rosto, a água remove a oleosidade natural da cútis (principalmente quando muito quente), o que ativa o organismo para a produção de mais sebo, elevando o nível de oleosidade da pele.
De princípio, tem-se a sensação de que a nossa pele esta livre do excesso de sebo, mas, pouco tempo depois, é possível perceber o retorno da oleosidade, até mais forte.

Dicas

  • Então, o ideal é lavar o rosto duas vezes ao dia, de preferência com sabonete líquido e neutro e mais adequado ao seu tipo de pele. Utilize água fria ou fresca.
  • Utilize maquiagens e produtos à base de água e os classificados como Oil free, que não estimulam a ação das glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo. Uma dica é optar por produtos em gel, um a vez que os cremes podem estimular a oleosidade.
  • Limpe a pele adequadamente. Resíduos de produtos podem estimular inflamações e infecções, piorando e propiciando a manifestação de acne.
  • Consuma alimentos que inibem a oleosidade, tais como os que possuem vitaminas do complexo B, pois elas reduzem a secreção de sebo. Outros alimentos com estas vitaminas auxiliam na regulação hormonal, uma das causas do excesso de óleo.
  • Inclua na dieta alimentos ricos em vitamina A, C e betacaroteno. Além de combater os radicais livres e deixar a pele mais saudável e jovem, estas substâncias também inibem a produção excessiva de oleosidade.
  • Evite o consumo excessivo de alimentos ricos em açúcar, pois eles elevam a produção de insulina, tipo de hormônio responsável pelo controle do nível glicêmico e apontado como um dos possíveis fatores da manifestação da acne, esta também associada à oleosidade alta.
Estas dicas podem ajudar, mas alguns tipos de pele apresentam especificidades mais complexas. Quando todos os cuidados não surtem os efeitos esperados, o ideal é consultar um dermatologista, que avaliará e indicará um tratamento mais adequado.
Se gostou compartilhe o link e deixe seus comentários. Beijinhoos.

Nenhum comentário: